Princípios

As razões da lista

Na Sociedade do Conhecimento, a Ciência e a Técnica são, simultaneamente,  os motores geradores da evolução/inovação e os propulsores da reflexão/avaliação que norteará as decisões de suporte às medidas de política e ao fomento de uma cultura de rosto humano e de defesa da Natureza. Neste contexto, cabe às instituições de Ensino Superior, e de uma forma especial à FEUP, enquanto escola focada no uso da tecnologia,  formar e agir em consentâneo com estes princípios. É assumindo o gosto e empenho de participar neste desafio que nos candidatamos.   O actual Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior (RJIES), associado ao novo modelo organizativo da Universidade como Fundação e aos novos Estatutos da UP e da FEUP, confronta-nos também com múltiplos desafios decorrentes dessas profundas alterações; Por outro lado, a vontade de preservar a cultura distintiva da FEUP, assente numa dinâmica interna contínua, em direcção à excelência da prestação de serviços, só se concretiza num espaço de participação, criatividade e autonomia. Encontra-se por isso justificada, a necessidade de uma participação activa do corpo técnico nos órgãos de gestão da FEUP.

O nosso compromisso:

  • Defender a dignificação e valorização do corpo técnico e a sua participação no futuro da organização a que pertence.

Porque organizações complexas supõem pessoas valorizadas, em que a gestão investe como principal “capital”.

  • Fazer chegar a todos os técnicos e dirigentes, as matérias que exigirem decisão no Conselho e apresentar nesse órgão a posição que representar o pensamento desse corpo.

Porque representar, para nós, significa levar ao Conselho a reflexão e os posicionamentos do corpo que se representa e não posições individuais.

  • Promover o conhecimento e a participação dos corpos docente e técnico em igualdade de circunstâncias.

Porque acreditamos que a FEUP, tal como todas as organizações que se pretendem de excelência, pode intervir na melhoria da comunicação institucional, fazendo com que todos possam aceder à informação e assim, alinhar os seus objectivos com os objectivos organizacionais.

  • Valorizar a interacção entre os corpos docente e técnico, departamentos e serviços.

Porque a pluralidade de competências propicia uma organização inovadora e de efectivo impacto social.

  • Contribuir para que a concretização dos novos estatutos FEUP possa ser realizada.

Porque consideramos que os princípios aí consagrados, que promovam mecanismos de coordenação e consulta das diferentes realidades, favorecem os princípios defendidos pela nossa lista. 

Share