Coisas e afins

onde a magia acontece

Coisas e afins header image 1

Mente. O despertar.

Setembro 8th, 2010 · Divagações

Vida. Só sei que nada sei. Toda a existência resumida numa frase. A incerteza reina. Tudo se questiona. Porquê? Para quê? Tentar descobrir o propósito da vida pode tornar-se numa conquista sem fim. Para quê assegurar o seguimento de uma espécie? Qual é o prémio final? Com que propósito foi criado este jogo? Quem o criou? Mas afinal, como tudo isto surgiu? Há teorias, mas não certezas. Grande parte ignora a grande questão, iludindo-se em algo que não existe. No fundo, apercebem-se do quão ilógica a própria lógica é. É que não tem lógica!

Raciocínio. Vale a pena? Porquê? Para quê? Para chegar a conclusões que levantam ainda mais perguntas? O mistério tornar-se num emaranhado, à espera de ser resolvido. E quanto mais se pensa saber, menos se sabe. Os inferiores, esses sim, têm a vida facilitada. Sem capacidade primária para tal, limitam-se a jogar, em vez de tentar perceber o jogo. Benefício? Talvez sim. O mais importante é perceber que tudo tem um fim, mesmo que o seu começo não tenha sido motivado. A morte acaba por ser o derradeiro prémio.

Share

→ 2 CommentsTags:··

Olá, mundo!

Setembro 7th, 2010 · Pessoal

Estou sentado e questiono-me como começar mais um blog, entre muitos que já criei. A ideia não é minha, mas decidi experimentar. À primeira tentativa sai-me algo deslavado, típico de uma apresentação formal e sem grande interesse. Levanto-me para comer um pão com manteiga e pergunto-me se teria paciência para ler algo parecido, num outro blog. A reposta é óbvia e sem rodeios: as apresentações formais já não pegam. Penso, então, em inúmeras maneiras de começar este pequeno canto, que possivelmente cairá no esquecimento daqui a uns dias. Mais uma vez me levanto para mandar calar o Duque. Surge-me a ideia de uma apresentação baseada nos meus gostos, mas rapidamente fico sem paciência para enumerações. Resta-me a típica apresentação de quem pouco tem a dizer sobre si, e que se sente cansado de rodeios e formalidades. Aqui estou eu, mas não prometo que é para ficar.

Share

→ 1 CommentTags:···