Cavidades Nasais

As duas cavidades nasais são as partes mais altas das vias respiratórias e contêm os recetores olfatórios. São espaços alongados em forma de cunha com uma grande base inferior e um ápice estreite. Mantêm-se abertas por uma estrutura esquelética que consiste principalmente em osso e cartilagem.

As regiões anteriores, menores, das cavidades são fechadas pela parte externa do nariz, enquanto as regiões posteriores, maiores, são mais centrais dentro do crânio. As aberturas anteriores das cavidades nasais são as narinas, que se abrem para a face inferior do nariz. As aberturas posteriores são as coanas, que se abrem para a parte nasal da faringe.

Figura 1 Perfil do crânio

Figura 2 Esquema da cavidade nasal

Figura 3 Conchas Nasais

Parede lateral

A parede lateral caracteriza-se por três prateleiras curvas de osso (conchas nasais), que ficam uma acima da outra e projetam-se medial e inferiormente através da cavidade nasal. As margens medial, anterior e posterior das conchas nasais são livres.

As conchas nasais dividem a cavidade nasal em quatro canais de ar. As conchas aumentam a superfície de contacto entre tecidos da parede lateral e o ar inspirado.

Regiões

Cada cavidade nasal está dividida em 3 regiões gerais – o vestíbulo do nariz, a região respiratória e a região olfativa.

  • Vestíbulo do nariz é um pequeno espaço dilatado imediatamente interno à narina e revestido por pele contendo folículos pilosos.
  • Região respiratória é a maior parte da cavidade nasal, apresenta um suprimento neurovascular rico e é revestida por epitélio respiratório composto principalmente por células ciliadas e mucosas.
  • Região olfativa é pequena, está no ápice de cada cavidade nasal, é revestida por epitélio olfativo e contém os recetores olfativos.

Figura 4 Nariz

Como as regiões posteriores, as partes anteriores das cavidades nasais encontradas no interior do nariz são mantidas abertas por um esqueleto, que é composto, em partes iguais, por osso e principalmente cartilagem.A parte externa do nariz prolonga as cavidades nasais até à região anterior da face e posiciona as narinas de forma a que fiquem voltadas para baixo. Têm uma forma piramidal, com o ápice em posição anterior. O ângulo superior do nariz entre as aberturas e as órbitas é contínuo para a frente.

Narinas

As narinas são aberturas ovais na parte inferior do nariz externo e constituem as aberturas anteriores das cavidades nasais. São mantidas abertas pelas cartilagens alares, a cartilagem do septo e pela espinha nasal inferior e margens adjacentes da maxila.

Figura 5 Narinas

Embora as narinas estejam continuamente abertas, podem ser alongadas ainda mais pela ação dos músculos da face relacionados (músculo nasal, abaixador do septo nasal e levantador do lábio superior e da asa do nariz.

Drake R., Vogl W., Michell A.; (s.d.); Gray Anatomia para estudantes; 2ªEdição; Elsevier

Imagens retiradas de Drake R., Vogl W., Michell A.; (s.d.); Gray Anatomia para estudantes; 2ªEdição; Elsevier

 

Share
Deixe um Comentário

0 Comentários.

Deixe um Comentário


NOTA - Você pode usar estesHTML Tags e atributos:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>