movimentos

Agora ao fim do dia, iniciam-se à nossa volta movimentos que prometem mudar.

Gritos, ordens, choro, sinais e sistemas.

Têm-se conversas à distância que deveriam ser pessoais.

Fala-se do passado.

Prevê-se o futuro? Negro estará? Ou colorido, como tem querido ser?

Dei comigo a pensar seriamente, quererei eu ser colorido ou negro? Estranho, eu pensava querer cores…afinal, não consigo largar a ausência da luz. Encontro alguma luz nessa ausência? Acredito que não, mas algo em mim diz que sim.

Impressionante, como não sabemos quem somos. Não quero voltar a falar de mais ninguém sem poder falar de mim mesmo e ter a certeza de não me enganar. Viva a boa nova.

Obrigado, Caeiro a Reis.

Share
1 Comment so far
  1. Bitaites on October 21st, 2008

    Oh zééééééééééé…….

    Tu tas a fiakr maluko!!!!!

    Fernado Pessoa até se aceitade bom agrado, agora isto, tá muito lamexas pah!!!!

    K do zé k eu konheço!?

Leave a reply