Archive for the 'Uncategorized' Category

End of all things


Just imagine…if you had fainted one single time…if you couldn’t stand the pressure…if your spirit was too broken, your body hurted too much and your head wasn’t unable to think straight…if you said ‘no’ when you didn’t meant…and the life you built for yourself got ruined…then, what would you live for?

I think my life is over.

Share

movimentos

Agora ao fim do dia, iniciam-se à nossa volta movimentos que prometem mudar.

Gritos, ordens, choro, sinais e sistemas.

Têm-se conversas à distância que deveriam ser pessoais.

Fala-se do passado.

Prevê-se o futuro? Negro estará? Ou colorido, como tem querido ser?

Dei comigo a pensar seriamente, quererei eu ser colorido ou negro? Estranho, eu pensava querer cores…afinal, não consigo largar a ausência da luz. Encontro alguma luz nessa ausência? Acredito que não, mas algo em mim diz que sim.

Impressionante, como não sabemos quem somos. Não quero voltar a falar de mais ninguém sem poder falar de mim mesmo e ter a certeza de não me enganar. Viva a boa nova.

Obrigado, Caeiro a Reis.

Share